terça-feira, 2 de março de 2010

continuando com a adaptação na escola

Depois do carnaval tirei 15 dias de férias para continuar o trabalho do Dionisio de adaptação na escola que estava muito dificil. O Yuri retornou para a escola dia 22/02 e logo que ele acordou já fui falando que iriamos para a escola mais ele sempre repetindo que iria chorar, tudo bem, fui com o  meu coração apertado do que iria acontecer, muito choro, mais foi com a professora, nesse dia fiquei por perto da escola mais decidida de não leva-lo antes do horário previsto de 16:45, as 15:00 fui chamada na coordenação e a piscologa disse que ele chorava o tempo todo e não tirou a mochila das costas, mais que a decisão seria minha, e eu decidi que ele ficaria ate o final, deu uma olhadinha de longe e reconheci um choro que não era de sofrimento, mais uma maneira que ele arrumou de sair antes. Na saida veio ele chorando e isso ocorreu a semana inteira em meio de alguns vomitos para o meu desespero que andava com um saquinho a caminho da escola, mais logo liguei para o pediatra e começamos a dar o digesan, mais não adiantou no outro dia a mesma situação, então trocamos para o dramin e ai resolveu. Na sexta feira a primeira vez que vi o meu filho saindo da escola sem chorar e na segunda entrou sem chorar tambem e assim tem acontecido na  semana. Segundo a professora ele so tem chorando depois do lanchinho as 15:00, ainda não entendi essa situação dele, mais as outras eu entendi bem, o medo do novo a insegurança de tudo que estava acontecendo, mais o meu filho e muito esperto e quando ve uma situação que não agrada ele arruma uma maneira de sair fora, o choro ele já me avisa antes de ir para a escola "mamaezinha o Yuri vai chorar muito hoje" ou o dia que ele vomitou e me disse "estou sujo vou para casa" e outras situações para atrasar, vai entender o que uma criança hoje 2 anos e 5 meses pensa, acabei percebendo como eles são espertos. O Yuri ficou encantado com o meu trabalho e como esta no post anterior as fotos, então conversei com ele que todos em casa trabalhavam, que a mamãe em um lugar o papai em outro e que o Yuri era na escola. Na semana passada a professora me contou um fato engraçado isso aconteceu na quarta-feira, segundo ela, o Yuri observou tudo que ela fazia e viu que no final ela sempre troca a fralda de quem usa e escova os dentes e depois eles são liberados, então ele chegou na sala chorando e  depois pediu a mochila , ela deu e para a sua surpresa ele pegou a fralda e a escova de dentes e a entregou, ai ela disse que ainda não seria aquele momento que ele ainda não tinha feito nenhum trabalho, ele começou a chorar pedindo o seu trabalho que queria trabalhar, ela disse que a cena foi muito engraçada, e ela não perdeu tempo e deu os trabalhos onde ele fica por horas todo feliz.   
Em resumo as minhas férias estão acabando e eu estou feliz com o tempo que fiquei para ajudar o meu filho nessa etapa dificil para ele, a cada dia ele esta melhorando e ficando mais confiante.

Um comentário:

Miguel...Presente de Deus disse...

ai você contando meu coração fica apertado...tadinho.Você foi bem firme esperando até a hora da saida, espero que eu tenha a mesma força quando chegar minha vez.rsrs
Fique com Deus.
bjs...
Carla e Miguel